Você sabe o que é um negócio?

Sou administrador. Entretanto, saí da escola de negócios meio capenga. Aprendi fluxo de caixa, empreendedorismo, projetos, plano de negócio, e outros fundamentos da administração, mas abri três negócios e me fodi nos três.

Porra, devo ter feito uma merda de faculdade, ou eu que sou um merda, né?

Na verdade, todo mundo parte do princípio que você sabe o que é uma organização. Sim, empresas são organizações de pessoas com vistas a atingir um fim, essa é a definição clássica.

Mas administração é foda pra caralho, meu. Primeiro que ninguém sabe como funcionam as pessoas. Os mais recentes avanços na neurociência não nos dizem quase nada sobre nada. Segundo que se a gente não sabe como as pessoas funcionam, imagine o tamanhinho do nosso conhecimento sobre o comportamento de um grupo organizado de pessoas (por isso eu estudei lógicas institucionais no mestrado).

Então é muito mais complicado do que parece, e do que as escolas de negócio fazem parecer. Não adianta ter um planejamento, as coisas vão dar errado e você vai ter que dar um jeito. Não adianta fazer um canvas, alguma parte vai falhar mais cedo ou mais tarde e você vai ter que dar um jeito.

Entretanto, porém, contudo, todavia, existe o básico. O básico sempre é o mais importante.

Se eu pedir pra você definir o que é um negócio, como você definiria?

“hmmm, veja, um negócio é um provedor de transações”, ou “ééé, um negócio é alguma organização que oferece bens e serviços em troca de algo”, enfim. A resposta gira em torno da transação.

Kaufman (2010) diz que um negócio pode ser dividido em cinco partes. Essas cinco partes são essenciais para qualquer negócio. São elas:

  • Criação e entrega de valor
  • Que as pessoas queiram ou precisem
  • Por um preço que elas possam pagar
  • Que satisfaça as suas necessidades e expectativas
  • Para que o negócio tenha lucro e continue

Realmente simples, né?

Mas se você perceber, aí você tem as cinco funções essenciais de qualquer negócio: criação de valor, marketing, vendas, entrega de valor, e finanças. E isso abarca várias das coisas que a gente ainda não tem certeza como funcionam, como teoria dos sistemas, complexidade, comportamento humano, etc. Eis o paradoxo – é simples mas a gente não sabe como funciona.

O Collins (2001) até faz uma comparação com a engenharia e com a física (eu acho bem nonsense essa comparação), dizendo que a engenharia (gestão) muda a cada dia, mas os principais princípios da física (organizações) permanecem intactos.

De qualquer maneira, eu acho essa uma boa base de qualquer plano de negócio, de qualquer planejamento estratégico, de qualquer missão, visão, e valores de uma organização. Isso vem antes do canvas.

A próxima vez que eu montar uma empresa eu vou pensar assim.

REFERENCIAS

Kaufman, J. (2011). The personal MBA: A world-class business education in a single volume. Penguin UK

Collins, J. C., & Collins, J. (2001). Good to great: Why some companies make the leap… and others don’t. Random House

Osterwalder, A., & Pigneur, Y. (2010). Business model generation: a handbook for visionaries, game changers, and challengers. John Wiley & Sons.

Photo by Niels Steeman on Unsplash

Um comentário em “Você sabe o que é um negócio?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s